translator

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Mais sobre o Carl Ferdinand Espig

  Continuando minhas pesquisas, consegui finalmente obter os livros evangelicos da igreja de Nova Petrópolis. Sabendo que o Carl Ferdinand Espig se estabeleceu ali em 1858, minha idéia era encontrar pistas do seu paradeiro e de seus filhos.

  O microfilme feito pela igreja dos mormons é realmente muito extenso, tem milhares de paginas sendo centenas delas muito dificil de ler. Mesmo assim, tentei prestar atenção se encontrava qualquer registro de nascimento, casamento ou falecimento de algum Espig/Espich/Etc :)

  O primeiro documento que achei foi do casamento do meu tataravo Carl Friedrich Espig, em 1863. Ele com 26 anos e a noiva Anna Maria Glanzmann com 14 anos apenas, não sei se isso era comum na época:



  Depois em 1869 encontrei uma das filhas do Carl Friedrich Espig, a Barbara Wilhelmina, e finalmente em 1872, encontrei o registro de nascimento do meu bisavô Wilhelm, não para meu espanto, registrado como "Wilhelm Espich". Mais detalhes vou colocar num post só sobre ele. Porém, dalí em diante não encontrei mais nada dos Espig, nem nascimento nem casamento nem falecimento. Até quando cheguei no ano de 1892 quando encontrei esse registro:




  Esse é o registro de falecimento da Auguste Wilhelmine Neubert, esposa do Carl Ferdinand Espig. A tradução do registro é mais ou menos isso:


Augusta Espig, nascida Neubert, em 22 de dezembro de 1813, em Chemnitz, Saxônia, casada em 26 de outubro de 1834 com Carl Espig, e que com ele casado por 61 anos, teve 15 filhos dos quais 5 ainda vivem. No ano de 1858 imigrou para o Brasil, onde estabeleceu-se na Linha Olinda, e em 17 de Junho de 1892, com 79 anos, 6 meses e 24 dias, faleceu deixando 5 filhos, 34 netos e 24 bisnetos. Ela foi enterrada no cemiterio da Linha Olinda

  Achei incrivel as informações contidas nesse registro, dizia não só os dados do falecimento, mas praticamente um resumo da vida dela, falando de casamento, imigração e seu legado. 

  Para minha surpresa, 5 registros depois desse, encontrei isto:




  Esse é o registro de falecimento do Carl Ferdinand Espig, que faleceu 5 meses depois de sua esposa. A tradução do registro é mais ou menos isso:


Carl Ferdinand Espig, nascido em 22 de março de 1812, em Chemnitz, Saxônia, casado em 26 de outubro de 1834 com Auguste, nascida Neubert, e que com ela casado por 61 anos, teve 15 filhos dos quais 5 ainda vivem. No ano de 1858 imigrou com a familia para o Brasil, onde estabeleceu-se na Linha Olinda, e em 25 de Novembro de 1892, com 80 anos, 8 meses e 2 dias, faleceu deixando 5 filhos, 33 netos e 28 bisnetos. Ele foi enterrado no cemiterio da Linha Olinda.

  Com esses 2 registros, agora sabemos que o nosso tataravô vindo da Alemanha, estabeleceu-se ali em Nova petrópolis em 1858 e viveu alí até falecer na Linha Olinda. Eles nunca se mudaram dalí, porém todos os seus filhos acabaram em outras cidades. Mais ainda: deixou 5 filhos ainda vivos, já que 9 faleceram ainda crianças na Alemanha...talvez o motivo que decidiram vir para o Brasil.... alem disso, 33 netos e 28 bisnetos quando ele faleceu, muitos mais ainda estariam por vir...

  Para concluir, ele faleceu exatamente 5 meses depois da sua amada companheira fiel falecer, depois de 61 anos de casado. Não sei o motivo do falecimento dos dois, mas prefiro acreditar na historia romantica do marido que perdeu o amor de sua vida na sua velhice e foi logo em seguida encontrar-la em um outro plano.



Um comentário:

  1. Nossa !! animador...vou insistir no Family Search.
    Muto bom estes teus posts de rumos e alcances de informações.
    Grata.

    ResponderExcluir